Profissão maquiador: capacitação constante

11/06/2020 09:56

IMG_0009-Copia

O brasileiro está cada vez mais preocupado com sua aparência e, por isso, a profissão de maquiador torna-se um ótimo negócio. E o mercado da maquiagem, de uma maneira geral, procura profissionais criativos e que tenham um diferencial.

E você: pensa em fazer parte de um mercado de trabalho que está em constante evolução e crescimento?

Tornar-se um profissional de renome exige qualificação e experiência. Por isso, a docente do Senac Marcia Warken relata erros comuns que geralmente as pessoas cometem quando querem se tornar maquiadoras, sendo eles:

1) O curso ensina, mas o profissional deve colocar os conhecimentos em prática sempre que puder

Não adianta. Para fazer uma maquiagem, além dos conhecimentos teóricos, é preciso habilidade. Por isso, os novos maquiadores devem fazer de tudo para praticar as técnicas aprendidas em sala de aula. Nada de achar que é só fazer o curso e sair ofertando os serviços sem antes treinar. Maquie seus familiares, amigas e até você mesmo. O importante é garantir que a técnica foi aprendida e pode ser aplicada, de maneira profissional, em um terceiro.

Imagem1

2) Fiz o curso e agora não preciso de mais nada!

Esse é um outro erro comum. A área da Beleza, assim como a Moda, está em constante atualização. Mudam os produtos, as cores, as texturas. Uma hora a tendência é batom matte, por exemplo, e em outra são os batons com acabamento laqueado. Por isso, na área, a atualização é constante. É preciso buscar novas referências sempre e fazer capacitações quando possível. A docente da área de Estética do Senac Canoas Marcia Warken relata que até mesmo os maquiadores renomados treinam novas técnicas constantemente, quando não estão maquiando profissionalmente.

Mas então, por que fazer o curso? Porque a formação ensina todas as técnicas relacionadas à profissão.

Imagem2

Confira alguns dos conhecimentos abordados pelo curso de Maquiador do Senac-RS para você mudar de vida com essa profissão em 2020:

  • Tipos e características dos serviços do maquiador: maquiagem social, para noivas, para foto e books, para televisão, cinema e teatro, para desfiles e mortuária;
  • Materiais, instrumentos, equipamentos e produtos do maquiador: características, validade, função, quantidade, qualidade e formas de descarte;
  • Normas de segurança do trabalho e Equipamentos de Proteção Individual(EPIs): definição, função e formas de utilização de EPIs do maquiador;
  • Fluxo de caixa: formas de registro e controle de entrada e saída de valores;
  • Formação de preço dos serviços de maquiagem: valores de mercado, sazonalidade, lei da oferta e da procura, qualidade de produtos e serviços, custos diretos e indiretos;
  • Fabricação de produtos cosméticos: classificação, rótulos, embalagens, normas e legislações (Anvisa, ABNT);
  • Planejamento: organização, controle das atividades do maquiador e estratégias de divulgação e fidelização;
  • Cosmetologia para maquiagem: definição, produtos, composição e utilização;
  • Fatores determinantes para a escolha da maquiagem social: tipos de evento(local, horário), características (idade/estilo/tipo físico), preferências do cliente e tipos de vestuário;
  • Preparação da pele: limpeza, tonificação e hidratação;
  • Teoria das cores: cores primárias, secundárias, terciárias, quentes e frias, matização por meio de misturas de cores, escala de tons e valores, saturação, combinações e neutralização de cores aplicadas à maquiagem;
  • Sombra e luz aplicadas à maquiagem: contorno e iluminação;
  • Tipos e características de maquiagem: maquiagem social, para noivas, para foto e books, televisão, cinema, teatro, desfiles e maquiagem mortuária;
  • Técnicas de retirada de excesso de pelos das sobrancelhas: geometria facial, harmonia e equilíbrio na maquiagem;
  • Técnicas de uniformização da pele: correção de manchas e imperfeições.

Gostou? Então, clique aqui para se inscrever nas próximas turmas!

Quer saber mais? Clique aqui.

Arquivo

Voltar Topo