Revista Lulu´s

Mantendo o pensamento POSITIVO

21/09/2017 16:00

Hoje em dia, a opção de estar sozinho (a), sem ter um companheiro (a) é encarada de forma natural, até mesmo porque ninguém é obrigado a ter que dividir o mesmo teto com outra pessoa e se sujeitar ao outro somente para manter um rótulo social. Isso ocorre também para casais que optam por NÃO terem filhos. Está tudo bem... e por que não? Felizmente, a sociedade evoluiu e entendeu que cada um pode e deve escolher como quer viver e ser feliz e, o melhor, ser respeitado em sua escolha!

Mas, voltando ao assunto, há quem prefira ser livre, leve e solto (a) e há quem prefira estar acompanhado o tempo todo. Até aí tudo bem. Mas, e quando as pessoas querem ter alguém e não conseguem encontrar aquela pessoa especial? Pois bem... saiba que para isso acontecer, não basta apenas preparar o coração, o cérebro também tem que estar preparado e afinado com o objetivo a ser alcançado. Sim! Se você realmente quiser encontrar alguém, o universo vai entender a mensagem e trazer a criatura até você....

Ao invés de culpar o coração, reprograme o seu cérebro

Todo mundo já sabe falta de confiança em si mesmo, timidez e ansiedade são os maiores inimigos de quem busca conquistar um amor. Portanto, trate de gostar mais de si mesmo antes de começar a desenvolver uma série de atividades que vão ajudar o seu cérebro a evoluir para atrair o amor e ficar mais perceptivo. Então treine, assim como na academia...

Desenvolva suas habilidades

1. Capacidade de raciocínio: para treinar, busque decifrar enigmas ou jogos de lógica. Com isso, será mais fácil perceber quando alguém está afim de você! Muitas pessoas demoram um pouco a se dar conta de que aquele indivíduo aparentemente inofensivo, com cara de amigo (a) ou de bobo (a), está louco (a) para chegar. Esse treino também ajuda a encurtar discussões desagradáveis ou torná-las mais fáceis de serem resolvidas.

2. Memória: lembrar datas, conversas, pratos preferidos e detalhes são essenciais para que o outro perceba que você se importa com ele e note a sua presença. Relacionamentos dão trabalho, amor! Tem que ouvir de verdade o que o outro diz, prestar a atenção, se dedicar e pensar nele boa parte de seu tempo! Se a sua memória não é grande coisa ou se você é do tipo «cabeça nas nuvens», estimule a sua capacidade praticando com jogos de memória infantis. É bem divertido e pode ser legal brincar com aqueles seus sobrinhos, de vez em quando! Palavras cruzadas também ajudam.

3. Criatividade: inovar na hora de fazer o primeiro, o segundo, o terceiro e sabe-se lá mais quantos contatos serão necessários, saber preparar boas surpresas e encontros é um ponto extra na conquista. Para quem está afim de verdade do outro, agradar é moleza, mas para quem só está interessado em arranjar uma companhia vai precisar de uma dose extra de paciência. Mesmo depois da conquista, mandar mensagens interessantes, que despertem a curiosidade e deixem o outro louco para te ver, também é algo positivo e, para não cair na rotina, a criatividade também ajuda em tempos de grana mais curta.

Acredite em si mesmo e exercite pensamentos bons e positivos

Olhe para bem dentro de você.
Somos o que pensamos e com os nossos pensamentos fazemos o nosso mundo. Ou seja, cada um tem uma percepção diferente da realidade, que é constituída através da visão que tem de mundo, influenciada por seus pensamentos. Mas, sabendo que podemos fazer de nossa existência um lugar melhor, porque deixar de fazer? Lembre-se: faça acontecer. Tentar não existe. Ou você faz ou não faz!

Elimine as palavras negativas

Por exemplo: se você disser NÃO quero pensar em um elefante, no que você vai pensar? Pois é. Adivinhou! Em um elefante! Então, adiantou usar a palavra NÃO na frente? Seu cérebro não faz distinção, portanto, elimine essa palavra e pare de chamar para si coisas que NÃO quer. Chame somente as que deseja de verdade!

O padrão mental criado pelo seu cérebro expressa a realidade com as mesmas limitações que foram adquiridas e aceitas por você. Ou seja, se você DISSER e ACREDITAR que pode fazer algo, criará um campo de energia que irá vibrar na frequência que está sentindo. Mas, por outro lado, se DISSER e SENTIR (bem lá no seu íntimo) que NÃO pode fazer algo, ou NÃO é capaz, ou NÃO gosta de fazer, estará transformando isso numa verdade sua e criando um campo de energia que, fatalmente, irá manifestar a sua realidade com base no que foi gravado em seu subconsciente.

Parece complicado, mas não é. Basta treinar!

Revista Lulu´s

O Blog da Lulu´s Revista é atualizado por Lilian M Bertoglio, formada em Artes e Administração de Empresas, ambas pela FURG.Editora-chefe, responsável pela concepção, planejamento, design e diagramação da Revista Lulu's. Idealizadora e proprietária da Revista Lulu's e do Clube das Lulu's.

Outras postagens Deste Blog

Arquivo

Voltar Topo