FURG

Inovação

FURG tem projetos aprovados no Programa Centelha 2019

Por Assessoria , 11/12/2019, 11h51

Estimulando a criação de empreendimentos inovadores, o Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimento Inovadores – Centelha oferece capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios. Promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), a iniciativa no Rio Grande do Sul é executada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs), com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Rede Gaúcha de Ambientes de Inovação (Reginp) e do Banco de Desenvolvimento do Estado do Rio Grande do Sul (Badesul).

Composto por três fases, sendo a Fase 1: Ideias inovadoras –apresentação inicial dos projetos, Fase 2: Projeto de Empreendimento – com detalhamento das propostas com foco na viabilidade e desenvolvimento, e Fase 3: Projeto de Fomento – detalhamento do cronograma da proposta, o programa possibilita a geração de empresas de base tecnológica a partir da transformação de ideias.

Em 2019, três projetos da FURG foram selecionados. Entre os 48 de todo o Rio Grande do Sul, a empresa TerraMares obteve a primeira classificação ao atingir a nota mais alta no processo seletivo. Apresentando duas soluções para aplicações na agricultura orgânica, com fertilizantes naturais e controle de padrões de monitoramento em estações de tratamento de água, dentro da temática Química e Novos Materiais, o projeto integra os estudantes Victor Magalhães, Luiza Costa e Tainã Ança.

Composta pelos estudantes Fabio Roselet e Bruno Kubelka, a AlgaSul trabalha com a produção de óleo de microalgas como matéria prima para ração animal. Dentro da temática Biotecnologia e Genética, a tecnologia foi desenvolvida na Estação Marinha de Aquicultura (EMA), resultando em produção econômica e ecológica.

Outra empresa selecionada, a MAJ Robotics tem o objetivo de automatizar a colheita de frutas a partir de uma plataforma móvel com braço robótico e sistema de visão. Na área de automação, a empresa é formada pelos estudantes Alexandre Horn, Matheus dos Santos e Jusoan Mór.

Foto: Divulgação/Altemir Viana

Voltar Topo