Estado

Coronavírus

Bagé é a segunda cidade com mais casos de Covid-19 no RS

Por Guilherme Rajão , 31/03/2020, 14h48

A cidade de Bagé terá uma atenção diferenciada a partir de amanhã (01) por parte do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Da quarta-feira em diante, serão montadas barreiras sanitárias que terão o apoio do Exército Brasileiro em todos os pontos de entrada e saída da cidade. Isso acontece pois a cidade já é a segunda do estado no ranking dos municípios com mais casos confirmados do Covid-19.

Apenas ontem (30), Bagé confirmou mais seis casos e atingiu a marca de 15 desde o início da epidemia que vem atingindo todos os países do mundo desde o mês de dezembro. A recomendação do prefeito bageense, Divaldo Lara (PTB), é que os moradores do município permaneçam em isolamento absoluto pelo período mínimo de mais sete dias, já que a cidade confirmou a transmissão comunitária.

Um dos últimos casos confirmados em Bagé causou enorme preocupação na população. Isso por conta do paciente ser um apenado. No entanto, ele cumpre prisão domiciliar e, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, faz uso de tornozeleira eletrônica e não teve contato com outros presos. O fato gerou uma corrente de mobilização entre a prefeitura da cidade e o Governo do RS, buscando uma atenção especial na gestão do sistema prisional, com ações de prevenção e planejamento.

Com relação as barreiras sanitárias, que entram em funcionamento a partir de quarta-feira (01), o prefeito Divaldo Lara (PTB) garante que serão fundamentais para a redução no número de casos. "Estamos muito preocupados, mas as barreiras vão ajudar desinfectando todos os veículos. As nossas equipes de saúde vão controlar o acesso à cidade e poderão inclusive proceder com a testagem rápida em pessoas com sintomas do coronavírus" pontuou.

Bagé ainda aguarda o resultado de 41 casos suspeitos que estão sob análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen/RS).

Imagem: Divulgação/

Voltar Topo