Porto do Rio Grande

Aumento

Porto do Rio Grande ultrapassa 31 milhões de toneladas na movimentação

Por Assessoria , 13/10/2017, 09h54

A Superintendência do Porto do Rio Grande concluiu na tarde de quarta-feira, 11, o levantamento de dados dos noves meses de movimentação do complexo em Rio Grande. Entre janeiro e setembro de 2017 foram mais de 31 milhões de toneladas movimentadas, o que representa um aumento de 1,76% quando comparado ao mesmo período de 2016. Comparando apenas setembro, o crescimento foi de mais de 8%, ultrapassando 3,5 milhões de toneladas.

“O Porto do Rio Grande vive um momento muito positivo no que tange sua movimentação. Estamos conseguindo cumprir com os contratos e ampliar o movimento. Isso mostra que mesmo com todas as dificuldades estamos trabalhando incansavelmente para termos um porto competitivo e ágil ao Rio Grande do Sul”, afirma o diretor superintendente Janir Branco. A ampliação de movimentação passa pelo aumento de produtos significativos como o arroz (+2,8%) e a soja em grão (+13,3%). O conjunto dos graneis sólidos estão com crescimento de 1%.

A Carga Geral é outro grande destaque de 2017 que segue com amplo crescimento de mais de 5,4%, totalizando até setembro mais de 8,3 milhões de toneladas. A movimentação total do complexo chega a 31.008.297. Os containers também se destacam visto que o crescimento é de mais de 4% nos nove primeiros meses. “A SUPRG está trabalhando forte, seguindo as determinações do Governador Sartori, do secretário de Estado dos Transportes Pedro Westphalen e do secretário de Estado chefe da Casa Civil Fábio Branco, para vencer os desafios do assoreamento natural do canal, manter os contratos e empregos no Porto do Rio Grande”, conclui Branco.

Soja

A soja é sempre um grande fator para o desenvolvimento do porto gaúcho. Até o momento, já foram movimentadas mais de 11,8 milhões de toneladas do complexo, que une óleo, farelo e grão. Apenas do grão, foram mais de 10 milhões de toneladas. O complexo representa mais de 38% de toda a movimentação do porto. O principal destino desses produtos são os países asiáticos, tendo como principal representação a China.

Voltar Topo