Rio Grande

Segurança

Prefeito discute policiamento comunitário e aumento do efetivo no Comando-geral da BM

Por Assessoria , 12/01/2018, 15h00

Em agenda realizada com o Subcomandante-geral da Brigada Militar, em Porto Alegre, o prefeito municipal, Alexandre Lindenmeyer, reiterou a disposição do Executivo em renovar o convênio com o estado para a manutenção do Policiamento Comunitário em Rio Grande. A reunião ocorreu na tarde de quinta-feira, 11.

Na companhia do presidente da Câmara Municipal, Flávio Maciel, e do secretário de Município de Controle e Serviços Urbanos, Dirceu Lopes, o chefe do Executivo destacou alguns pontos que cabem ao governo estadual para a continuidade do serviço, como a necessidade do aumento do efetivo, a aquisição de novos equipamentos e viaturas e a residência dos policiais nos bairros que compreendem os 14 núcleos instalados no município.

O gestor municipal ressaltou, ainda, a perda de cerca de 140 policiais militares em Rio Grande nos últimos dois anos, não ocorrendo a reposição adequada. Lindenmeyer também manifestou a sua preocupação quanto à informação divulgada em mídia estadual de que policiais que atuam na Operação Golfinho no balneário Cassino e em São Lourenço do Sul seriam remanejados para Pelotas. “Entendemos que não seja a solução adequada, haja vista, o movimento e o aumento da população do balneário no período de veraneio”, reforçou o prefeito.

O subcomandante Ikeda acolheu os pleitos do município e garantiu que a partir desta sexta-feira, 12, disponibilizaria mais efetivo e horas extras para os policiais que atuam sob o comando do Tenente-coronel Andrade, responsável pelo Comando Regional de Polícia Ostensiva Sul (CRPO/Sul).

 

Foto: Divulgação

Voltar Topo