FURG

Cultura

Aula aberta sobre língua e cultura Kaingang encerra programação do Abril Indígena

Por Assessoria , 23/04/2018, 09h27

Uma aula aberta sobre língua e cultura Kaingang marcou o encerramento do Abril Indígena, na sexta-feira, 20, promovido pela Pró-reitoria de Assuntos Estudantis (Prae), Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proexc) e Coletivo Indígena da FURG. A atividade foi ministrada pelo aluno do curso de Direito, Jocemar Cadete.

Nos 18 dias do evento, a programação incluiu palestras e discussões sobre a importância da cultura indígena e a manutenção de direitos dos povos tradicionais, a reflexão sobre o papel de diferentes profissões nas comunidades, além de almoço com comidas típicas, jogos, oficinas de vídeo, cerâmica e pinturas.

Em um dos momentos mais marcantes do Abril Indígena, no dia 13 de abril, cerca de 20 caciques do sul do Brasil dialogaram com representantes da FURG sobre a preocupação com a permanência dos estudantes nas universidades, com os atuais cenários econômico e político no país.

A FURG possui 40 estudantes indígenas das seguintes etnias: Kaingang, Guarani, Pankará e Fulniô. Entre 2016 e 2017, três estudantes indígenas concluíram o curso de graduação. Desde 2010, a universidade possui processo seletivo específico para o ingresso de estudantes indígenas e quilombolas. Segundo a pró-reitora de Assuntos Estudantis, Daiane Gautério, o Abril Indígena concentrou, em 2018, o maior número de ações de integração na FURG.

“Estudantes e servidores de unidades acadêmicas e pró-reitorias participaram do Abril Indígena. As atividades circularam em diversos cursos de graduação. E isso demonstra engajamento, o protagonismo indígena, para que a comunidade universitária como um todo quebre estereótipos, preconceitos contra os nossos alunos de comunidades tradicionais”, enfatizou.

Foto: Furg/Divulgação

 

Voltar Topo