Câmara de Vereadores

Justiça

MP ajuíza ação contra o vereador Flávio Maciel

Por Rodrigo de Aguiar , 21/06/2018, 10h52

A promotoria pública de Rio Grande ingressou com uma ação na esfera penal contra o vereador Flávio Maciel e sua esposa, diante de denúncias de que o parlamentar teria cobrado e recebido parte dos salários de um grupo de ex-assessores, na Câmara. A acusação recai sobre  a prática de concussão, crime contra a administração pública previsto no artigo 316 do Código Penal.

De acordo com o promotor José Alexandre Zachia Alan, o processo foi distribuído no início do mês de junho e tramita na 1ª Vara Criminal do município. O trâmite ainda é bem recente e o próximo passo será a notificação dos acusados para que ambos possam apresentar defesa. Ainda conforme Alan, não é possível precisar quanto Maciel teria recebido, mas o que se sabe é que teriam sido pagos valores mensais pelos funcionários.

A reportagem do Grupo Oceano fez contato com o presidente do legislativo municipal para saber a sua versão dos fatos apresentados pelo Ministério Público. Maciel informou que é totalmente a favor da apuração, pois esta será uma oportunidade para o exercício do contraditório e da ampla defesa.

Ainda conforme o parlamentar, a denúncia teria sido feita por uma ex-assessora que não trabalha desde 2015 na Casa e que teria sido captada por seu suplente com a promessa de ser reconduzida ao cargo caso ele assumisse a vaga deixada por Flávio. O vereador também estranha o fato do processo ter iniciado somente agora, justamente quando o cenário político local se encontra em estado de ebulição com as denúncias de propina e superfaturamento recentemente levadas ao conhecimento da população.

Extremamente tranquilo, ele disse que ainda não foi notificado pela justiça e que comprovará sua inocência nesse caso. “Sou totalmente contra qualquer tipo de corrupção e jamais peguei um centavo dos meus assessores. Quem cobra e recebe parte do salário de um assessor, também aceita propina de contrato de prestação de serviço de TV ou de obras e isso é justamente o oposto do meu pensamento e da minha conduta”, concluiu Maciel.

Foto: Reprodução/Facebook

Voltar Topo