Rio Grande

Manifestação

Santa Casa: deputado Fábio Branco chama de lamentável nota encaminhada pela Secretaria Estadual de Saúde

Por Rodrigo de Aguiar , 09/11/2018, 13h03

O deputado estadual, Fábio Branco, participou na manhã desta sexta-feira da Entrevista do Dia do programa Giro Oceano. A participação do parlamentar aconteceu em razão da manifestação de funcionários do hospital Santa Casa que foi realizada na manhã desta sexta-feira, diante de novos atrasos no pagamento de salários e que contou, inclusive, com o apoio da administração da instituição.

Ontem, a reportagem do Grupo Oceano entrou em contato com a Secretaria Estadual de Saúde para buscar entender o que estaria gerando o atraso no repasse de valores ao hospital e também para solicitar uma entrevista com o objetivo de esclarecer essa situação. Como resposta, a pasta encaminhou uma nota assinada pelo governo em que trata de forma bastante superficial sobre o assunto, posicionamento que foi chamado de lamentável pelo deputado.

Durante sua fala, Branco informou que tentou contato com o secretário estadual de saúde, Francisco Paz, mas as tentativas não surtiram efeitos e as chamadas eram encaminhadas para a caixa postal. Mesmo assim, ele se comprometeu em trazer uma resposta ainda nesta sexta-feira, pois também estava tentado conversar com o secretário chefe da Casa Civil, Cleber Benvegnú.

Confira abaixo a íntegra da nota encaminhada pela Secretaria Estadual de Saúde e o player com o áudio da entrevista com o deputado rio-grandino.

12% PARA A SAÚDE É COMPROMISSO DO GOVERNO DO ESTADO

Mesmo com todas as dificuldades financeiras e os impactos ainda presentes da pior recessão que o país já enfrentou, o governo do Estado sempre respeitou a destinação mínima de 12% da sua arrecadação de impostos e transferências para a área da Saúde, o que é comprovado nas certidões emitidas pelo TCE- Tribunal de Contas do Estado.

Neste sentido, o esforço feito nos últimos anos em incrementar a receita se refletiu igualmente no crescimento nominal dos repasses para atender os convênios com hospitais e programas desenvolvidos em parceria com as prefeituras:

REPASSES PARA SAÚDE*

2014: R$ 3,150 bilhões

2015: R$ 3,203 bilhões

2016: R$ 3,539 bilhões

2017: R$ 3,778 bilhões

__________

 (*) valores nominais/Fonte: Tesouro do Estado

Estes valores se somam aos repasses federais para fazer frente ao conjunto de despesas pelo atendimento ao usuário da rede pública instalada no Rio Grande do Sul

É importante salientar que o Estado, apesar das inúmeras medidas de ajuste adotadas neste período, ainda segue com suas despesas muito acima da capacidade de arrecadação, o que se reflete no atraso inclusive dos salários dos servidores do Poder Executivo.

No entanto, o governo do Estado reafirma seu compromisso de respeitar em 2018 os percentuais mínimos definidos pela legislação em favor da Saúde, num esforço para preservar ao máximo os serviços mais essenciais à sociedade.

Foto: Divulgação

Voltar Topo